Início > saude > Pequenas ações ajudam combater a gripe suína.

Pequenas ações ajudam combater a gripe suína.

Santo André iniciou na semana passada a capacitação de funcionários do Fone Fácil da cidade (0800-019-1944) e de profissionais da área de educação para combater a gripe A. Também serão treinados agentes de saúde, como os do programa Saúde da Família, e médicos a fim de que informem à população sobre os sintomas e prevenção da doença.
Nos próximos dias, serão montadas 14 tendas por todo o município para que seja feita a distribuição de material informativo.
Foto:http://www.santoandre.sp.gov.br

Em palestra realizada no Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) de Santo André, a Dra. Selma Costa  enfatizou os cuidados com a nova gripe e a importância em não ter pânico. “É muito relevante não se envolver em aglomerações, lavar sempre as mãos e evitar o cumprimento com as mesmas. Também é imprescindível acreditar somente em informações oficiais divulgadas pelos órgãos de saúde”, afirma, citando o site www.cve.saude.sp.gov.br como fonte.

As principais recomendações do CVE são:

– Febre, tosse ou dor de garganta podem ser sintomas da gripe
– Evite aglomerações
– Permaneça em casa até 24 horas após o desaparecimento dos sintomas
– Na visita ao médico, informe o quadro na recepção da unidade de saúde
– Grávidas, crianças e idosos são mais vulneráveis às complicações da gripe
– Cubra sempre o nariz e a boca ao tossir ou espirrar
– Utilize lenços descartáveis e os jogue fora após o uso
– Lave frequentemente as mãos com água e sabão
– Mantenha boa alimentação e hábitos saudáveis

Vale destacar que resfriado é diferente de gripe. O primeiro ocorre aos poucos, enquanto a gripe é mais rápida.

De acordo com a médica, caso haja qualquer sintoma de gripe é recomendável procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima e tomar os cuidados necessários. “Repouso e ingestão de muita água são essenciais aos que tiverem a doença”, explica Selma.

Se a pessoa trabalha em um ambiente que recebe muitos visitantes, atitudes como limpar com álcool a mesa, mãos e objetos são importantes pois isso elimina o vírus.

Reunião do Consórcio Intermunicipal

Os Secretários de Saúde das sete cidades que compõem o Núcleo Estratégico da Saúde junto ao Consórcio Intermunicipal do Grande ABC se reuniram, também na manhã desta segunda-feira (27), para definir um plano de ação para a região no enfrentamento da Influenza A (H1N1). Entre os pontos levantados está o não adiamento no início das aulas escolares na rede municipal, além de solicitações pontuais para a Secretaria de Estado da Saúde.

Nos pedidos estão inclusos o fornecimento de material suficiente para coleta destinada a análise, os chamados kits SWAB; medicamentos em quantidade e tempo adequados para atendimento na rede municipal de saúde pública e privada; e entrega de informativos a serem distribuídos à população a fim de evitar pânico. O rápido reordenamento na rede de urgência hospitalar (UTI), com maior oferta de leitos no hospital Mário Covas, e a disponibilização do Hospital Serraria, em Diadema, para os casos de doenças respiratórias agudas graves, sem diminuir leitos de UTI para outros problemas, também fizeram parte das solicitações. Definiu-se ainda que nenhuma ação será tomada de maneira isolada, e que todos os municípios atuarão articuladamente.

Na próxima quinta-feira (30), a partir das 9h, os Secretários voltam a se reunir no Consórcio para reavaliar a volta às aulas da rede municipal e assegurar o atendimento às reivindicações encaminhadas à Secretaria de Estado da Saúde.

Nas escolas

No período da tarde os Secretários de Saúde, Dr. Leonardo Carlos de Oliveira, e Educação e Formação Profissional, Profª Cleide Bauab Eid Bochixio, estiveram no Centro de Formação dos Professores para falar sobre a gripe Influenza A (H1N1) acompanhados da equipe médica da Vigilância Sanitária.

Segundo o Dr. Leonardo, o trabalho conjunto entre as pastas de Saúde e Educação será essencial para prevenir o avanço da doença. “Esclarecer e criar um protocolo em parceria é importante e os educadores são a grande ferramenta propulsora da saúde neste trabalho”, afirma o Secretário. “Santo André é um dos municípios da região que tem melhor estrutura para enfrentar o problema, pois a vigilância epidemiológica já está trabalhando há alguns meses no combate à nova gripe”, completa.

Qualquer funcionário de escolas ou aluno que apresente sintoma gripal será orientado a não comparecer às aulas e a procurar atendimento médico da rede de saúde, retomando suas atividades assim que melhorar.  Caso seja identificado um surto de gripe (mais de três casos) haverá suspensão das aulas na classe ou na escola.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: